Danilo vence, e Ferrum fica com o título da 7ª Copa Sport kart

Realizada no último domingo (3) no Kartódromo de Betim, a etapa final do Sport kart conseguiu aliar emoção e conservadorismo. Rogério Ferrum era vice-líder do campeonato, precisava chegar à frente de Marcus Ribeiro. Largou em segundo, bem cuidadoso, atrás de Danilo Durães. Tentou passar em uma oportunidade, levou o troco, e depois disso focou em garantir seus pontos. Ainda fez a melhor volta, qualquer ponto naquele momento poderia ser crucial.

Já Marcus teve um dia de adrenalina pura. Largou em quarto, disputou muitas posições nas primeiras voltas. Sim, ninguém deu mole para o líder da competição. Marcus demorou, mas conseguiu se livrar do bolo. Não conseguiu alcançar Luciano Dias, que teve um dia brilhante e encerrou em terceiro, seis segundos à frente de Marcus. A quarta posição não foi suficiente para Marcus alcançar o caneco, que ficou mesmo com Ferrum.

“Não peguei um kart ruim, ele estava equalizado com os outros. Larguei bem mas tomei ultrapassagens na ‘rodomec’ na primeira volta. Apesar de ser uma pista muito rápida, é difícil de ultrapassar. Fui buscando, passei o Pantuza, quando fui passar o Fabiano ele abriu para fazer a curva e fez a tomada em cima de mim, e acabou rodando. Os fiscais não estavam olhando o lance, e quando viram que eu estava envolvido optaram por me dar punição. Mas com ou sem punição, o resultado não iria mudar. Tentei buscar o Luciano, mas ele fez uma corrida muito boa e não deu pra chegar. Foi um vice-campeonato com dois sabores. Você chegar na final líder e sair como vice não é gostoso, mas também fiquei feliz pois minha meta era ficar no top5.”, contou o experiente Marcus, que já prometeu entrar no próximo semestre com a mesma determinação de sempre para buscar o sonhado título.

“Eu não tinha muito o que fazer. Tinha que ganhar, ou chegar em segundo, e torcer pro Marcus ir mal. O primeiro colocado estava indo bem, fiquei em segundo na corrida, sem arriscar. Achei que não ia dar [o título], eu estava vendo que o Marcus estava logo atrás de nós.”, declarou o campeão Ferrum, que além do troféu também ganhou isenção na inscrição da próxima copa.

Nesta etapa, mais um piloto subiu ao pódio pela primeira vez. Luciano Dias estava pra lá de inspirado, e fez a corrida quase toda tranquilo, em terceiro.

“Tentei ficar mais distante na tomada de tempo e dar voltas rápidas sem ninguém pra atrapalhar e consegui um p5 que foi muito melhor do que eu imaginava. Na corrida foquei em não perder posições mas acabou que herdei o terceiro lugar, e daí em diante foi tranquilo sem ninguém ameaçando, e foi volta de classificação até o fim da corrida.”, contou o piloto mais feliz do dia.

O pódio da corrida ainda teve Renan Pantuza, que terminou em quinto, mesma posição que ocupou a classificação final do campeonato.

“Após o treino de sábado onde não tive um bom rendimento, a corrida foi diferente. O kart andou bem, consegui aplicar algumas instruções de amigos em algumas curvas que me deram uns dois segundos de melhora do treino para a corrida. Apesar das disputas por pontos e posições, me senti bem durante a corrida e no traçado que é bem rápido. Todos estão de parabéns e que venha o próximo campeonato!”, comentou Renan.

O fundador do Sport kart se atrapalhou um pouco na largada lançada, de onde partiu da pole-position. A primeira foi anulada, a segunda valeu. Danilo Durães estava muito rápido, foi uma vitória mais que merecida, a terceira dele na história do Sport kart. Com o resultado, Danilo superou Wilson Cristofani na classificação, fechando o semestre em terceiro. Wilson foi o quarto.

“Foi uma corrida emocionante, expectativa a mil, eu precisava de um bom resultado para pelo menos manter o quarto lugar no campeonato. A tomada de tempo foi definitiva, percebi que o kart estava bom de motor, a pista tem longas retas. Quando percebi que tinha feito a pole pensei que dava pra manter o foco, o estilo de largada favorece quem larga na frente. O Ferrum chegou firme, conseguimos nos livrarmos do pelotão, em um momento perdi a posição mas logo recuperei e fui buscar a concentração até o final.”, contou Danilo.

“De verdade, a expectativa era correr e sair feliz, dar o melhor na pista, interagir com a turma. Consegui 2 pódios, mas tive corridas boas, eu sou um piloto que não treina muito. Correr sem focar na organização é outra coisa, a gente começa a concentrar melhor e buscar algo a mais na pista, mas no segundo semestre vai dar pra ajudar um pouco e contribuir para que o campeonato seja melhor ainda.”, completou Danilo, comentando sobre sua nova experiência de participar sem atuar na organização.

“Foi uma boa corrida. Algumas confusões mas deu pra levar, o kart não era um dos melhores mas era razoável. Minha perspectiva era chegar na frente do Ferrum mas ele disparou em segundo e não deu pra chegar nele. Se eu chegasse nele eu não ia empurrar, eu ia jogar ele pra fora!”, arrematou Wilson, que na corrida terminou em sétimo.

A classificação final do campeonato pode ser vista em www.sportkartmg.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu